Segurança

Os índices de violência aumentaram nos últimos meses. Há de reavaliar a metodologia utilizada no combate à violência e na vigilância ostensiva. O aumento do crime organizado, dos tráficos de entorpecentes e armas aliados à ausência de acesso à capacitação e educação aos jovens do Distrito Federal fazem-nos aproximar rapidamente dos grandes centros urbanos do País, neste item.

Assim defendo as propostas para:

•    Atualizar a legislação criminal;
•    Acabar com audiência de custódia para reincidentes;
•    Reduzir as possibilidades de cumprimento da pena em liberdade para os crimes contra a vida;
•    Ampliar as ofertas de trabalho aos apenados;
•    Reformar a lei de execuções penais e lutar pela reforma do sistema penitenciário;

•    Extinção dos "saidões";
•    Acabar com os auxílios pecuniários às famílias dos internos;
•    Aumentar o valor das premiações por delação de criminosos;
•    Implementar a desarticulação das redes criminosas por intermédio de ações de inteligência;
•    Obrigar o estado a patrocinar, com verbas públicas, mediante licitação, escritórios privados de advocacia para a defesa de policiais que necessitem, nas hipóteses de interpelação administrativa e judicial;
•    Agravação das penas de crimes cometidos contra policiais em ações especiais 
•    Imposição de sanções de acesso ao território nacional aos países limítrofes que sejam lenientes com a saída de armas de seus territórios;
•    Unificação do sistema nacional de Segurança Pública: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Judiciária Estadual, Polícia Militar, Guardas Municipais, Receita Federal, Estaduais e municipais.

© 2013 | Newton Lins